Site Autárquico de Vila Real de Santo António

Mapa do Concelho

Áreas Estratégicas

Áreas EstratégicasGabinete de Apoio ao Emprego Eurocidade do GuadianaAssociativismo

Dicas

  • Currículo Vitae

    Um Currículo Vitae (CV) bem escrito e estruturado é meio caminho andado para arranjar um novo emprego. Costuma dizer-se que o nosso CV é o nosso “cartão-de-visita” e este pode fazer a diferença entre um e-mail ou uma carta para uma entrevista ou um e-mail/carta a informar que não foi seleccionado.

    Hoje em dia já existem inúmeras plataformas/sites que disponibilizam modelos pré definidos de currículos. A nós só nos resta preencher com os nossos dados, experiência profissional e competências – é o caso do modelo europeu Europass.

    O Europass é um dos modelos mais fáceis que encontramos na internet. O seu preenchimento é realizado online, no site, inclusive os anexos (caso queira acrescentar algum anexo ao seu CV, poderá fazer o upload do documento ou dos documentos, diretamente na plataforma Europass). O conteúdo deste modelo europeu está totalmente em português e não há margem para dúvidas, pois em todos os parâmetros de preenchimento tem dicas e exemplos do que deverá colocar em cada um deles. O Europass é um documento que lhe permite apresentar as suas competências e qualificações de forma clara e eficaz.

    Se preferir realizar algo mais pessoal, ferramentas e ideias onde se basear também não faltam. Um dos exemplos é o site Canva. Nesta plataforma, após realizar o registo, irá encontrar inúmeros modelos de Currículo Vitae. O preenchimento também é feito no site, à semelhança do Europass. No Canva pode elaborar um currículo mais “exclusivo” e ao seu gosto. Todos os modelos que são mostrados como exemplo podem ser alterados conforme as suas preferências. Pode modificar o layout, incluir elementos como imagens, gráficos, quadros, formas, de tudo um pouco… Ou até mesmo criar de raiz o seu próprio layout e esquema. Use a sua criatividade mas não exagere nos elementos!

    Qualquer que seja a sua opção, na hora de redigir o seu currículo, faça-o com calma, releia-o várias vezes até ter a certeza de que está tudo certo e tenha em consideração os seguintes aspetos:

    • Seja conciso e refira apenas as informações mais relevantes, molde o seu CV ao emprego para o qual se candidata e tente reduzi-lo a duas folhas, é o suficiente
    • Seja organizado, divida o seu CV em secções claras e legíveis: dados pessoais, formação, experiência profissional, observações, etc
    • Dê exemplos concretos, o espírito de equipa é uma óptima característica mas sem exemplos concretos o seu significado é vago, portanto complete essas competências com exemplos, como - “excelente espírito de equipa, verificado no desempenho da função chefe de sala, no Hotel Flores”
    • Coloque o seu CV por ordem cronológica, do mais recente para o mais antigo, fará com que o seu CV tenha uma sequência lógica no tempo
    • Seja sempre sincero, ao mentir arrisca-se a ser apanhado
    • Cuidado com o português, é sempre válido frisar - tenha cuidado com o português e evite abreviaturas
    • Não se esqueça, uma boa apresentação conta muito. Claro que o maior interesse está no conteúdo mas um CV apresentável e organizado transmitirá a ideia de que é uma pessoa profissional e, com isso, ganhará muitos pontos a favor
  • As quatro melhores dicas para o seu Currículo Vitae

    Modelo de CV atual

    Como já foi referido no artigo “Currículo Vitae – Dicas”, hoje em dia existem inúmeras plataformas/sites que disponibilizam modelos pré definidos de currículos. Aquele documento chato que fazia no Word pode agora ser transformado num CV mais atraente e, ainda assim, bastante profissional.

    Tente reduzir

    Não inclua todos os pequenos detalhes no seu currículo. Deve dar mais importância aos trabalhos e experiências que vão de encontro à oferta a que se candidata. Pode excluir tudo o que seja desnecessário e assim não ocupará espaço precioso para colocar as informações mais relevantes. Um currículo reduzido acaba por sobressair e lembre-se, um recrutador que se depara com um currículo excessivamente grande, muitas vezes nem dá hipótese à segunda página.

    Reveja, reveja e reveja

    Faça inúmeras revisões, peça também aos seus amigos e familiares para lerem, assim terá ajuda e obterá feedback extra. Se por acaso conhecer alguém que já ocupou um cargo idêntico ao qual se candidata, será uma mais valia pedir a essa pessoa para ver o seu CV.

    O truque não está só no design

    Uma boa apresentação é fundamental, é ponto assente. Mas o conteúdo, as suas experiências e competências, é o que mais importa ao recrutador. Não se esqueça de caprichar e deixar o conteúdo maravilhoso.

  • Dia da Entrevista

    Programe o seu dia de forma a ter tempo suficiente para todas as suas tarefas, de maneira a não se colocar sob pressão. O facto de chegar com algum tempo de antecedência ao local da entrevista, para além de causar boa impressão, fará com que sinta uma sensação de tranquilidade. A verdade é que azares acontecem e, como tal, pode eventualmente chegar atrasado. Caso isso aconteça, deverá telefonar para a empresa e informar que está atrasado e, se possível, pedir para marcar uma nova hora para a entrevista, apresentando uma justificação.

    Leve consigo uma cópia do seu CV atualizado, um caderno de apontamentos e uma caneta, não os precisa de ter na mão mas poderá ser necessário. Mais vale prevenir.

    No momento em que conhecer o entrevistador olhe diretamente para a pessoa, sorria e dê um aperto de mão firme – desta forma transmitirá confiança.

    Convém ter em mente que são avaliados aspetos verbais e não-verbais. Tem de ter sempre consciência que o seu corpo emite mensagens e muitos dos entrevistadores têm tendência a dar mais valor ao modo como nos comportamos, do que ao que dizemos. Evite comportamentos como o cruzar os braços – transmitirá a sensação de que está a colocar uma barreira entre si e o entrevistador.

    Procure o contacto visual com frequência, mantenha a postura, escute e responda a todas as perguntas de forma clara e concisa. Não tenha receio de se promover a si mesmo e evite responder às questões apenas com sim e não – procure dar respostas mais desenvolvidas.

    No final da entrevista, não se esqueça de agradecer ao entrevistador por o ter recebido e volte a apertar-lhe a mão com firmeza, reafirmando que está interessado no emprego. Caso o entrevistador o informe da data em que a decisão será tomada deve anotá-la. Se entretanto passar dessa data e não obtiver nenhuma resposta, telefone ou envie um e-mail, pois qualquer que seja a decisão final tem direito a ser informado.

    A verdade é que não existem fórmulas mágicas, mas uma sugestão que lhe fazemos é que se coloque do lado do entrevistador e tente pensar naquilo que analisaria e que tipo de comportamento esperaria se estivesse no lugar do entrevistador.

  • Dicas para entrevista de emprego
    1. Faça a sua pesquisa

    Antes da entrevista, pesquise e aprenda algo sobre a empresa em questão. Hoje em dia quase todas as empresas têm sites na internet, portanto com certeza irá encontrar informações relevantes e enriquecedoras. Pode utilizar a informação que adquiriu para realizar algumas questões pertinentes, será, com certeza, um bónus.

    1. Pratique a entrevista

    Para que esteja bem preparado, a solução é treinar. Treine com os seus amigos ou familiares, faça um rascunho, fale em voz alta em frente ao espelho, por exemplo. Pratique até que se sinta completamente seguro para falar sobre as suas capacidades e experiências de trabalho anteriores.

    1. Tenha confiança em si, nas suas competências e capacidades

    As empresas vão querer saber se está realmente interessado no posto a que se candidata e irão perceber se se preparou adequadamente para a entrevista. Portanto, caso seja do seu interesse colocar algumas questões ou abordar alguns temas, tome nota de tudo, não ficará mal ter um pequeno auxiliar de memória.

    1. Pense nas suas fraquezas

    Deve estar preparado para todo o tipo de questões, inclusive àquelas em que se sente menos à vontade. Caso lhe façam referência a uma área na qual a sua experiência ou conhecimento tem algumas falhas, basta ser honesto e transparecer que qualquer barreira que haja poderá ser ultrapassada. Se não lhe for perguntado, encontre uma maneira de incluir o assunto na entrevista. Os entrevistadores esperam ouvi-lo falar nos seus pontos fortes, mas não esperam ouvi-lo falar dos seus pontos fracos. Apreciarão a sua sinceridade. Não se esqueça, assegure-se de que as “falhas” que aponta podem ser facilmente ultrapassadas.

    1. Por último, veja a entrevista como outra aptidão qualquer

    Não olhe para a entrevista como um compromisso, encare-a como uma competência que pode ser desenvolvida, como qualquer outra. A prática e paciência são as respostas para o sucesso. Esteja confiante, relaxado e não seja pessimista. Quanto mais bem preparado estiver, mais naturalmente a entrevista irá fluir e menos motivos terá para ficar ansioso. Respire fundo e lembre-se que se trata apenas de uma conversa. Seja genuíno.